quinta-feira, 11 de junho de 2015

As Páginas Percorridas em Maio [Aquisições]


Desgraça!
Desgraça!
Desgraça!


Abril foi mau – muito mau! – como puderam constatar no início do mês passado quando foi publicada a rúbrica dedicada ao mesmo, mas Maio conseguiu ser ainda pior – como é que é possível?!
Não sei ao certo o que se passa – aliás, até sei... o descanso tem sido pouco quando comparado com o trabalho pelo que todo o tempo livre tem sido aproveitado a desfrutar de outros prazeres que não os literários – mas estou com esperança de que Junho seja, significativamente, melhor, até porque já denoto algumas diferenças – positivas, claro!
Assim, passemos então à desgraça – da boa em termos de aquisições, e da má no que fiz respeito a leituras.

Novos na Estante


As aventuras que chegaram à estante no mês passado foram tantas e tão apetecíveis que tive de dividir em três fotografias – duas nacionais e uma internacional. Dizer que mal posso esperar por os devorar a todos é um eufemismo, mas verdade verdade é que muitos deles deixaram esta vossa leitura incrivelmente feliz.
Nesta primeira foto dedicada à Planeta Manuscrito, destaco Lecia Cornwall com o seu Segredos de Uma Confessa Respeitável pois chamou-me à atenção devido à minha recente necessidade – e extrema saudade – de um bom romance de época.
Megan Maxwell é outra das presenças que se tornou obrigatória na estante, ainda que não tenha lido nenhuma das suas obras – no entanto, isso não invalida que as vá coleccionando, certo? Penso que com a chegada de Adivinha Quem Sou e de Adivinha Quem Sou Esta Noite não me fica a faltar nenhum romance seu...
Há muito ansiado e altamente recomendado veio O Amante, de Jodi Ellen Malpas. Já o comecei a ler e deixem-me que vos diga... viciante!


Rooftoppers, de Katherine Rundell, é daqueles que já vinha a manter debaixo de olho há bastante tempo – muito devido à sua popularidade e ao facto de ter ganho o Waterstones Children’s Book Award. É uma das leituras actuais.
Outro que me vinha a suscitar grande interesse era O Complexo dos Assassinos, de Lindsay Cummings. A capa continua a não ser das minhas favoritas mas confesso que é livro que tinha mesmo, meso de fazer parte da estante.
Finalmente, destaco ainda A Elite, de Kiera Cass, continuação de A Selecção, que esta vossa autora leu assim de rajada. Foram momentos bastante emocionantes entre páginas.


No campo das aquisições estrangeiras, apetece-me destacar todos eles.
World After, de Susan Ee, trata-se de uma continuação que estou desejosa de devorar. Colleen Hoover é mais do que presença obrigatória na estante, e por isso vieram para casa Confess, um dos seus mais recentes romances, e Finding Cinderella, uma novella em formato físico que acompanha a duologia Hopeless. E finalmente Cruel Beauty, de Rosamund Hodge, cuja compra vinha a ser planeada à muito tempo... assim como A Court of Thorns and Roses, de Sarah J. Maas que acabou por vir parar à estante visto que a autora esteve presente e, pronto, a modos que tinha de o ter autografado.

Páginas Percorridas

  
 
Slated, Teri Terry (Opinião)

Confesso que até tremo só de pensar nesta parte!
Em Maio li, somente, dois livros sendo que um deles trata-se de uma novella – pelo que devia, sequer, contabiliza-lo? Talvez não... Ainda assim, foram percorridas as páginas de Slated, de Teri Terry, um começo de trilogia interessante e que promete alguns momentos emocionantes, e The Fear Trials, de Lindsay Cummings, a short story que apresenta o mundo de O Complexo dos Assassinos.
Fiquei um bocadinho triste com o resultado final das leituras mas, verdade seja dita, entre férias e trabalho não houve tempo para mais. 

Eleito do Mês

Não sinto que Maio mereça um eleito do mês pois The Fear Trials não é, propriamente, um livro em si e Slated não foi uma leitura que me tenha enchido as medidas. Assim, deixo em branco o destaque relativamente ao mês de Maio na esperança – fundada! – de que Junho traga algumas surpresas.  

Literatices Diversas


Eleanor & Park, Rainbow Rowell (Opinião

Para além da opinião de Slated, Maio trouxe também a opinião de Eleanor & Park, de Rainbow Rowell – aquela que foi a minha segunda experiência com a autora. E a razão pela qual este romance super fofo e aconchegante se encontra aqui e não na secção Páginas Percorridas deve-se ao pequeno pormenor de não ter sido folheado em Maio. Ainda assim, tinha de o mencionar pois vale bem a pena.


O teaser trailer de Ugly Love (Amor Cruel, Topseller), de Colleen Hoover, foi divulgado e esta vossa leitora não poderia deixar passar tal acontecimento ao lado. Tudo bem que tem uma certa ambiência de 50 Shades of Grey mas todos nós sabemos que a sensualidade vende e embora este seja um livro que vai muito para além da relação carnal entre Miles e Tate, a expectativa tinha de ser criada e por isso fica a fé de que a Colleen não deixará a coisa dispersar muito do original. Para os curiosos, espreitam a publicação aqui.

As Aventuras Que Se Seguem

    

Acumulei ainda mais opiniões de leituras que fiz anteriormente e que já vivi este mês pelo que podem esperar algumas publicações num futuro próximo. Especificamente, prometo publicar as opiniões de O Complexo dos Assassinos e de Erebos. E caso ainda consiga, também de Rooftoppers may the odds be ever in my favor!

2 comentários:

CriArte a Ler disse...

Tantas compras uau, onde compra os livros em inglês?

Pedacinho Literário disse...

Olá CriArte a Ler,

Normalmente os livros em inglês compro ou no bookdepository ou na amazon. Raramente vou a uma livraria comprar.

Obrigada por passares por cá! =)

2009 Pedacinho Literário. All Rights Reserved.