domingo, 27 de setembro de 2009

Nocturnus - Memórias de um Vampiro, Rafael Loureiro








Título Original: Nocturnus – Memórias de um Vampiro, Tomo I
Autoria: Rafael Loureiro
Colecção: Via Láctea, nº. 77
Editora: Editorial Presença
Nº. Páginas: 198


Sinopse:

Memórias de um Vampiro é o primeiro volume de uma trilogia onde romance e aventura se combinam para nos abrirem as portas a um universo repleto de emoções intensas, valores supremos e conflitos arrebatados.
Movendo-se nas sombras, existe uma realidade para além daquela que conhecemos, uma sociedade paralela que descende de linhagens que se perdem nos primórdios dos tempos. Daimon DelMoona é um dos membros dessa sociedade. Nascido no século XVII, viu o seu mundo desmoronar-se quando a mulher que ia desposar morre. Do seu sofrimento é resgatado por uma vampira, que lhe concede o Novo Nascimento. E assim começa para Daimon uma odisseia que atravessa séculos para culminar numa batalha contra o tirano Alexander, um vampiro sedento de poder, responsável pela morte de muitos vampiros inocentes. Para travá-la, novas alianças terão de ser forjadas, e um amor com ressonâncias do passado terá de ultrapassar duros obstáculos. Mas conseguirá Daimon vencer esta cruzada e concretizar o seu amor sem fim?


Opinião:

Numa palavra: magnífico!

Gostei imenso desta obra. Rafael Loureiro conseguiu transportar-me para um mundo completamente diferente e antigo cheio de velhos costumes e diplomacias. Com uma linguagem cuidada e formal, Nocturnus promete ser um grande êxito dentro da literatura portuguesa fantástica, pegando num tema que actualmente se encontra “na moda” e construíndo uma história distinta e singular, definitivamente surpreendente.

Confesso que estava algo renitente em relação a este livro. Adoro a temática dos vampiros e por estar tão habituada a encontrar obras de “segunda categoria” dentro deste género, tive receio de que Nocturnus fosse somente mais uma de tantas tentativas de rejuvenescer algo que já faz parte da literatura mundial há bastantes anos. Ainda bem que decidi dar uma oportunidade à obra que, com todo o entusiasmo, afirmo: não desilude nem um bocadinho!
Um livro que tem tudo para ser um sucesso: acção, conflito, amor, sangue, morte... Tudo. Uma história que deixa de ser uma história logo ao fim das primeiras páginas, para se transformar numa memória nossa que nem participantes da narrativa. Fez-me, de certa forma, lembrar O Perfume de Patrick Suskind , em que em cada descrição nos é tão perceptível o odor e o cheiro que o personagem principal tão naturalmente identifica... Aqui, em vez do olfato, é como se vivêssemos na nossa pele cada situação, cada sentimento e cada contrariedade que o personagem principal, Daimon, relembra e nos conta.

Uma trilogia que espero muito sinceramente seguir. Uma valente e forte aposta da Presença, a quem eu tão bem agradeço por me ter suscitado interesse em ler o livro. Tiro completamente o chapéu ao autor deste livro.

8 comentários:

N & B disse...

Parabéns pelo Blog!
Tens um selinho oferecido por nós.

Páginas Desfolhadas disse...

Bom dia:

Tens um selo à espera no Páginas Desfolhadas!

Beijinho!

Diana Barbosa disse...

tens um selinho doce no Refúgio dos Livros :D

flicka disse...

Tens um selo doce no meu blog... :)*

Jojo disse...

Oi!
Tens um selo, nota 10, no meu blog para ti!

Tatiana disse...

Este livro já estava na minha WhishList e depois da tua opinião, bem digamos que subiu na prioridade!

parabéns pelo blog, está fantástico! Visita o meu é novinho e tal mas... www.ocantinhodatati.blogspot.com

beijinhos

Juanitah Nunes disse...

Adquiri este livro na hora h da FLP deste ano e não me arrependi!!
devorei-o!!
Rafael Loureiro fez com que o meu "pé atrás" relativo a autores portugueses, fosse deixado para trás!
ADorei!
E o ascensão de arcana ja' repousa na prateleira para ainda esta semana iniciar a sua leitura :)

Pedacinho Literário disse...

Miga, Rafael Loureiro é muito bom. eheheheh Tem uma escrita super envolvente, não achas?, com um ambiente gótico vampírico delicioso... Estou mesmo mesmo a terminar "A Redenção", faltam-me cerca de vinte páginas e olha que acho que vais gostar. :)

2009 Pedacinho Literário. All Rights Reserved.