domingo, 5 de julho de 2015

As Páginas Percorridas em Junho [Aquisições]


Isto está a melhorar... 



Não sei se foi da chegada do Verão, se o entusiasmo acabou por ser outro, mas Junho foi, até ao momento, o melhor e mais produtivo mês em leituras do ano. Escusado será dizer que estou mais do que feliz por voltar a um ritmo um pouco mais normal, mas posso também dizer que fiquei algo impressionada por algumas das leituras que tive o prazer de folhear no decorrer do mês que passou – muito devido ao tempo livre que acabei por ter entre mãos, e que não se mostrou lá muito risonho em meses passados. 
Como já estamos em Julho, posso dizer que ao contrário do seu antecedente, este não está a sofrer de alterações positivas – com novos projectos em mãos, ideias que quero explorar e que me levam para longe das histórias de encantar, a vontade ou disponibilidade para pegar num livro ainda não foi nenhuma. Mas não vou já desesperar! Ainda tenho 26 dias pela frente, em que muito pode acontecer. 

Vamos então começar o balanço mensal...

Novos na Estante


Onde é que vou meter tanto livro?
Sou uma sortuda por receber tantos e tão bons livros. Sou maior sortuda ainda pela oportunidade que tenho em adquirir tantos outros. Por isso não é de admirar que a foto das aquisições nacionais esteja bem cheia, não é verdade? 
Amor Cruel, de Colleen Hoover, é muito possivelmente a estrela da pilha que se apresenta na figura. Hoover é rainha. Hoover é emoções fortes. Hoover é uma escrita divinal e Hoover é mais do que uma autora favorita, e obrigatória, na estante. Por isso, este seu Amor Cruel é das leituras pelas quais mais ansiosamente aguardo (ainda que já o tenha lido anteriormente – releituras, então). 
Fusão, de Julianna Baggott, é outro dos que maior curiosidade me suscita, muito devido ao seu antecedente, Puros, que foi uma leitura muito, muito boa. Estou com uma vontade imensa de pegar neste pequeno e espero que seja uma das leituras de Julho. 
Para Além da Meia-Noite, de Lara Adrian, veio parar cá a casa com o intuito de me obrigar a pegar, novamente, nesta série. Gosto imenso dos guerreiros desta autora mas já lá vai algum tempo desde a última vez que folheei um destes romances do sobrenatural pelo que agora tenho a desculpa perfeita. 



Das compras internacionais, tudo o que posso dizer é que foram poucas mas boas! Estou imensamente deslumbrada com Snow Like Ashes, de Sara Raasch, um livro que há muito queria juntar à estante, assim como Enchanted Forest, de Johanna Basford – nada como arranjar uma desculpa para voltar aos tempos (de colorir) de criança. 

Páginas Percorridas


A Rapariga no Comboio, Paula Hawkins (Opinião)
Um, Dó, Li, Tá, M. J. Arlidge (Opinião)

Seis! Li seis livros completos! Whaaaaaaaat?! 
Infelizmente, esqueci-me de adicionar dois deles à fotografia – sou a pior!
Do que li, posso dizer que só fiquei desiludida com duas leituras, sendo elas O Complexo dos Assassinos, de Lindsay Cummings, e A Elite, de Kiera Cass. Os motivos são os mais nobres possíveis e se tudo correr como esperado, algures na próxima semana poderão ler a opinião que vou escrever a ambos os títulos. São desilusões mínimas pois gostei imenso dos conceitos base das duas histórias, somente acho que a execução foi um bocadinho fraca. 
Os outros, Rooftoppers, de Katherine Rundell, Um, Dó, Li, Tá, de M. J. Arlidge e A Rapariga no Comboio, de Paula Hawkins e Romance com o Duque, de Tessa Dare (não figurados), foram caixinhas de surpresas que adorei desvendar. Reparei agora que este foi um mês Topseller (com três leituras em seis)  - esta editora mata-me! 

Eleito do Mês

   

Ah, escolha difícil! Consigo, com relativa facilidade, diminuir ‘a coisa’ para três títulos, mas depois decidir-me somente por um é tarefa impossível. Gostei destes três por diversos motivos e por se inserirem em géneros diferentes, mas bem sei que são eleitos demais por isso... aiiiii... escolho Rooftoppers e Romance com o Duque
O primeiro pela escrita brilhante e tão, tão poética e o segundo por me ter enchido por completo as medidas – no que diz respeito a romance de época, somente Quinn me deixa deslumbrada desta forma, e agora posso juntar Dare à muito pequena lista. 

Literatices Diversas


Erebos - É Um Jogo. Ele Observa-te., Ursula Poznanski (Opinião)

Para além das duas opiniões publicadas referentes a leituras do mês, foi ainda lançada, finalmente, a opinião de Erebos – É Um Jogo. Ele Observa-te., de Ursula Poznanski

As Aventuras Que Se Seguem

   

Esta parte quase que parece piada... pois são tantas as opiniões em atraso!
Estou com esperança de que Julho não só se transforme num bom mês em leituras – gostaria de ler, na pior das hipóteses, o mesmo número de livros que em Junho –, como num excelente mês em escrita e publicação de opiniões. Por isso vou somente dizer que, em princípio, as próximas a saírem são O Complexo dos Assassinos e Rooftoppers.  

4 comentários:

Jessie♡ disse...

Olá tudo bem?
Tanto livro bom e bonito *-* Aquele que me desperta mais curiosidade é O Complexo dos Assassinos por isso espero ansiosamente pela tua opinião. Para mim Junho também foi um ótimo mês no requesito de leituras, espero que Julho seja também.
www.fofocas-literarias.blogspot.pt

Femme Trivial disse...

Só livros bons!!! Quero quase todos snif snif

Pedacinho Literário disse...

Olá, Jessie!

Tenho de te confessar uma coisa - a minha relação com O Complexo dos Assassinos é daquelas bem complicadas. A premissa do livro é muito, muito boa mas a execução, na minha opinião, é fraca. A ver se é em Agosto que publico a opinião - é daquelas que está a ser difícil escrever.
Desculpa o atraso na resposta!
Beijinhos!

Pedacinho Literário disse...

Olá, Femme!

São mesmo muito bons - ou assim mo dizem. Tenho pena de ainda não ter tido oportunidade de os ler... A ver se será em breve! ;)

2009 Pedacinho Literário. All Rights Reserved.